Posts Tagged: mário soares

LANÇAMENTO de “FALAR COM VERDADE – DIÁLOGOS E CONFIDÊNCIAS COM CUNHAL E SOARES”, de LUÍS MACHADO – QUARTA-FEIRA, 14 de NOVEMBRO, pelas 19 horas, no CENTRO NACIONAL DE CULTURA, em LISBOA.

  Sofia Travassos  

CONTOS & CRÓNICAS – CARLOS REIS – OS ARTIGOS IMPUBLICÁVEIS – O PETICIONISMO PROVINCIANO

    Havia uma velha anedota no tempo do Salazar (e que com ele tinha a ver) de quando os russos enviaram pela primeira vez um satélite para o espaço com um ser vivo lá dentro, logo pouco tempo após

FRATERNIZAR – A última lição de Mário Soares E O CARDEAL NÃO PÔDE PRESIDIR AO FUNERAL! – por MÁRIO DE OLIVEIRA

Foi como quem lhes arrancou os dentes sem anestesia, aos bispos portugueses e aos cardeais do Estado do Vaticano. Mas a verdade é que nem o núncio apostólico em Lisboa, nem o cardeal patriarca D. Manuel III, nem nenhum dos

COMUNICADO DA ASSOCIAÇÃO 25 DE ABRIL

Comunicado da Direcção da Associação 25 de Abril   Morreu Mário Soares. A sua morte torna o Portugal de Abril muito mais pobre.Portugal perdeu um dos seus principais cidadãos, um lutador intemerato e incansável pela Liberdade, pela Democracia, pela Justiça,

MÁRIO SOARES MORREU A 7 DE JANEIRO DE 2017 por Luísa Lobão Moniz

Morreu Mário Soares. Foi um homem de coragem na luta contra a ditadura e na luta pela vida em liberdade. Nas escolas as crianças, carinhosamente, chamavam ao Presidente da República o Bochechas. Na campanha eleitoral em que foi eleito Presidente

EDITORIAL – ONTEM MORREU MÁRIO SOARES

Porque dizemos sobre alguém que se trata de uma figura histórica? Sem dúvida porque se trata de uma pessoa cuja vida e cujos feitos foram registados por se achar que deviam ser recordados no futuro. Esta definição vale sobretudo para

MORREU MÁRIO SOARES

Mário Soares, fundador e líder carismático do Partido Socialista, faleceu hoje. Com 92 anos, estava internado e, desde há dias, em estado de coma, no Hospital da Cruz Vermelha Portuguesa. Discordando, a maior parte dos colaboradores de «A Viagem dos

EDITORIAL – Mário Soares

Excepcionalmente, o nosso editorial de hoje é inusitadamente curto. Também, por excepção, é identificado o editorialista, já que a opinião expandida poderá não ser partilhada pelo colectivo coordenador do blogue. Como sabemos, Mário Soares luta neste momento pela vida. Não

REVISTA DA SEMANA por Luís Rocha

Revista da semana De 25/10 a 31/10/2015 O XX Governo Constitucional tomou posse sexta-feira dia 30 de Outubro. Mas, como refere o jornal “Observador” este não é o dia 1 do novo ciclo. É antes o dia -11 para sabermos

REVISTA DA SEMANA por Luís Rocha

 Revista da semana  De 03/05 a 09/05/2015  Dado que não me foi possível a publicação da semana passada, os leitores que me desculpem mas não posso deixar de evocar o primeiro de Maio de 1974. Nesse dia todo o povo

Revista da Semana por Luís Rocha

                                 De 11/01 a 17/01/2015          SUMÁRIO DOS TEMAS PUBLICADOS:                 MAIS RELEVANTE DA SEMANA

EDITORIAL – Mário Soares diz que. “A democracia em Portugal não existe”

Ontem, ao fim da tarde, na sessão de apresentação do seu livro mais recente – uma colectânea de entrevistas de Mário Mesquita, Mário Soares na construção da democracia (editado pela Tinta da China) – O ex-Presidente da República produziu esta

AMIGOS DE MÁRIO SOARES – por César Príncipe

Em 30 de Novembro de 1983, chefiava Mário Soares o governo do Bloco Central, foi invectivado por manifestantes, em Coimbra. O governante pressionou um agente da PSP para que actuasse. Levados os detidos a Tribunal, o juiz Herculano Nogueira considerou

INSTITUTO FRANCÊS EM PORTUGAL – EMBAIXADA DE FRANÇA – CONFERÊNCIA-DEBATE – OS EXILADOS POLÍTICOS PORTUGUESES EM FRANÇA FACE À REVOLUÇÃO DO 25 DE ABRIL – 20 de MAIO, às 18.30 – Av. LUÍS BÍVAR, 91, LISBOA.

    CONFERÊNCIA-DEBATE por ocasião da comemoração dos 40 anos do 25 de Abril “Os exilados políticos portugueses em França face à Revolução do 25 de Abril” Terça-feira, 20 de Maio, 18h30 – duração de 1 hora No Institut Français

DIÁSPORA. ENJUICIAMIENTO DEL PROCESO REVOLUCIONARIO PORTUGUÉS,por Moisés Cayetano Rosado

Es curioso que en un periódico de la Editorial Católica española, aún vivo el dictador Franco, en el verano de 1975 (1 de agosto), cuando la misma censura estaba controlando firmemente las publicaciones, se llegara a efectuar una entrevista como