Posts Tagged: partido socialista

Ainda a geringonça – Os êxitos do atual governo, vistos do exterior e vistos desde Portugal. A resposta de António Gomes Marques às interrogações de Nuti sobre Portugal

Os êxitos do atual governo, vistos do exterior e vistos desde Portugal. A resposta de António Gomes Marques às interrogações de Nuti sobre Portugal Por António Gomes Marques  em 22 de maio de 2018   “Visto desde Itália, desde 2015

Ainda a geringonça – Os êxitos do atual governo, vistos do exterior e vistos desde Portugal. A resposta de António Gomes Marques às interrogações de Nuti sobre Portugal

Os êxitos do atual governo, vistos do exterior e vistos desde Portugal. A resposta de António Gomes Marques às interrogações de Nuti sobre Portugal Por António Gomes Marques  em 22 de maio de 2018   “Visto desde Itália, desde 2015

AFINAL, QUE REFORMAS? por ANTÓNIO GOMES MARQUES

  I – Introdução Divulguei recentemente por alguns amigos um texto que Vital Moreira escreveu no passado 18 de Março para o blogue «Causa Nossa» —«Geringonça: PS a caminho da maioria absoluta»—, no qual diz, a dado momento, «um governo

AFINAL, QUE REFORMAS? por ANTÓNIO GOMES MARQUES

  I – Introdução Divulguei recentemente por alguns amigos um texto que Vital Moreira escreveu no passado 18 de Março para o blogue «Causa Nossa» —«Geringonça: PS a caminho da maioria absoluta»—, no qual diz, a dado momento, «um governo

CONTOS & CRÓNICAS – CARLOS REIS – OS ARTIGOS IMPUBLICÁVEIS – DESABAFO

  Toda a gente sabe (enfim, quem quer saber) que o “Lone Star” é uma casa de prego a nível mundial. Uma coisa sinistra, repugnante, sinónimo de uma cupidez indubitável. Toda a gente sabe. Esquerda e Direita  –  esta, que

CONTOS & CRÓNICAS – CARLOS REIS – OS ARTIGOS IMPUBLICÁVEIS – DESABAFO

  Toda a gente sabe (enfim, quem quer saber) que o “Lone Star” é uma casa de prego a nível mundial. Uma coisa sinistra, repugnante, sinónimo de uma cupidez indubitável. Toda a gente sabe. Esquerda e Direita  –  esta, que

PARTIDO SOCIALISTA PORTUGUÊS – UM NOVO PASOK? – por ANTÓNIO GOMES MARQUES

Partido Socialista Português – um novo PASOK? por António Gomes Marques   Há duas questões que amigos meus me vêm colocando há já anos e que têm a ver com José Sócrates e com a minha permanência como militante do

PARTIDO SOCIALISTA PORTUGUÊS – UM NOVO PASOK? – por ANTÓNIO GOMES MARQUES

Partido Socialista Português – um novo PASOK? por António Gomes Marques   Há duas questões que amigos meus me vêm colocando há já anos e que têm a ver com José Sócrates e com a minha permanência como militante do

PS: UM PARTIDO A CAMINHO DA IRRELEVÂNCIA E POSSÍVEL DESINTEGRAÇÃO – UM COMUNICADO DE CINCO MILITANTES DO PARTIDO SOCIALISTA

PS: um partido a caminho da irrelevância e possível desintegração.   A recente notícia de que José Sócrates foi convidado para protagonizar uma palestra na Universidade de Verão da JS de Lisboa e do Departamento Federativo das Mulheres Socialistas, o

PS: UM PARTIDO A CAMINHO DA IRRELEVÂNCIA E POSSÍVEL DESINTEGRAÇÃO – UM COMUNICADO DE CINCO MILITANTES DO PARTIDO SOCIALISTA

PS: um partido a caminho da irrelevância e possível desintegração.   A recente notícia de que José Sócrates foi convidado para protagonizar uma palestra na Universidade de Verão da JS de Lisboa e do Departamento Federativo das Mulheres Socialistas, o

EDITORIAL – A UNIÃO (ACÇÃO) NACIONAL (POPULAR) AO ATAQUE

Cavaco Silva resiste. Apesar de Bruxelas, pela voz de Jeroen Dijsselbloem, presidente do eurogrupo, um dos principais responsáveis pela imposição à Grécia do vergonhoso diktat de Julho passado, continuar a insistir na necessidade de apresentação por Portugal do esboço de

EDITORIAL – A UNIÃO (ACÇÃO) NACIONAL (POPULAR) AO ATAQUE

Cavaco Silva resiste. Apesar de Bruxelas, pela voz de Jeroen Dijsselbloem, presidente do eurogrupo, um dos principais responsáveis pela imposição à Grécia do vergonhoso diktat de Julho passado, continuar a insistir na necessidade de apresentação por Portugal do esboço de

SINAIS DE FOGO – PS ABANDONA “NOJO” – por SOARES NOVAIS

  Após um longo e cúmplice período de nojo, o PS mostra-se ao povo. De terra em terra.  De feira em feira.  Entre sorrisos, beijinhos e abraços. O secretário-geral viajou de comboio entre Lisboa e Porto e fez inflamados discursos

SINAIS DE FOGO – PS ABANDONA “NOJO” – por SOARES NOVAIS

  Após um longo e cúmplice período de nojo, o PS mostra-se ao povo. De terra em terra.  De feira em feira.  Entre sorrisos, beijinhos e abraços. O secretário-geral viajou de comboio entre Lisboa e Porto e fez inflamados discursos

PARTIDOS POLÍTICOS. NOVOS E VELHOS, EURICO FIGUEIREDO – 5/6 – A CARTA DE DESPEDIDA: TENHAMOS ESPERANÇA. Saio para poder intervir sem compromissos

 Porto,17 de Outubro de 2013 Meu caro António José Seguro Esta é a última carta aberta que te escrevo. Insistir, cobrir-nos-ia aos dois de ridículo: a mim, porque, apesar de estar confirmado o teu desinteresse em me dar ouvidos, continuava

PARTIDOS POLÍTICOS. NOVOS E VELHOS, EURICO FIGUEIREDO – 5/6 – A CARTA DE DESPEDIDA: TENHAMOS ESPERANÇA. Saio para poder intervir sem compromissos

 Porto,17 de Outubro de 2013 Meu caro António José Seguro Esta é a última carta aberta que te escrevo. Insistir, cobrir-nos-ia aos dois de ridículo: a mim, porque, apesar de estar confirmado o teu desinteresse em me dar ouvidos, continuava

PARTIDOS. NOVOS E VELHOS. EURICO FIGUEIREDO -4

  Porto, 27 de Setembro de 2012. Meu Caro António José Seguro A 25 de Maio de 2012 escrevi-te uma carta aberta pedindo os contactos (emails) das federações do Partido Socialista a fim de avaliar a disponibilidade destas para convocarem

PARTIDOS. NOVOS E VELHOS. EURICO FIGUEIREDO -4

  Porto, 27 de Setembro de 2012. Meu Caro António José Seguro A 25 de Maio de 2012 escrevi-te uma carta aberta pedindo os contactos (emails) das federações do Partido Socialista a fim de avaliar a disponibilidade destas para convocarem

PARTIDOS. NOVOS E VELHOS. EURICO FIGUEIREDO-3

Porto, 25 de Maio de 2012 Meu caro António José Seguro Enviei-te em 3 de Abril de 2012, por correio registado com aviso de recepção, uma carta aberta datada de 29 de Março. Esclarecemo-nos. Não encaro os partidos político como

PARTIDOS. NOVOS E VELHOS. EURICO FIGUEIREDO-3

Porto, 25 de Maio de 2012 Meu caro António José Seguro Enviei-te em 3 de Abril de 2012, por correio registado com aviso de recepção, uma carta aberta datada de 29 de Março. Esclarecemo-nos. Não encaro os partidos político como

PARTIDOS POLÍTICOS. NOVOS E VELHOS – EURICO FIGUEIREDO – 2

Porto, 29 de Março de 2012 Meu caro António José Seguro É a ti, como Secretári -Geral do Partido Socialista que me dirijo. Em carta aberta, o que não implica qualquer crítica a tua liderança nem a tua pessoa que,

PARTIDOS POLÍTICOS. NOVOS E VELHOS – EURICO FIGUEIREDO – 2

Porto, 29 de Março de 2012 Meu caro António José Seguro É a ti, como Secretári -Geral do Partido Socialista que me dirijo. Em carta aberta, o que não implica qualquer crítica a tua liderança nem a tua pessoa que,

KRUGMAN, CAMERON, MILIBAND, PASSOS COELHO E ANTÓNIO COSTA – ALGUMAS REFLEXÕES À VOLTA DO PROGRAMA UMA DÉCADA PARA PORTUGAL – por JÚLIO MARQUES MOTA – IV

(conclusão) … Há sinais bem claros de investigações robustas que nos dizem que pagando altos salários e oferecendo aos trabalhadores segurança de emprego leva a que as empresas desfrutar de maior crescimento da produtividade e que a nação melhora a

KRUGMAN, CAMERON, MILIBAND, PASSOS COELHO E ANTÓNIO COSTA – ALGUMAS REFLEXÕES À VOLTA DO PROGRAMA UMA DÉCADA PARA PORTUGAL – por JÚLIO MARQUES MOTA – IV

(conclusão) … Há sinais bem claros de investigações robustas que nos dizem que pagando altos salários e oferecendo aos trabalhadores segurança de emprego leva a que as empresas desfrutar de maior crescimento da produtividade e que a nação melhora a