Posts Tagged: irlanda

Do plano técnico ao plano político: do sistema Target 2 à fragmentação financeira da União Europeia – 16. A nova morfologia do risco na zona euro (3/6). Por Marcello Minenna

Seleção e tradução de Júlio Marques Mota 16. A nova morfologia do risco na zona euro (3/6)  Por Marcello Minenna Publicado por  em 25 de fevereiro de 2019 (texto original aqui) [N.E.: Este texto conclui a série Do plano técnico

Do plano técnico ao plano político: do sistema Target 2 à fragmentação financeira da União Europeia – 16. A nova morfologia do risco na zona euro (3/6). Por Marcello Minenna

Seleção e tradução de Júlio Marques Mota 16. A nova morfologia do risco na zona euro (3/6)  Por Marcello Minenna Publicado por  em 25 de fevereiro de 2019 (texto original aqui) [N.E.: Este texto conclui a série Do plano técnico

Do plano técnico ao plano político: do sistema Target 2 à fragmentação financeira da União Europeia – 14. Uma retrospetiva: o que significou realmente “a partilha de riscos” na zona euro. Por Marcello Minenna

Seleção e tradução de Júlio Marques Mota 14. Uma retrospetiva: o que significou realmente “a partilha de riscos” na zona euro  Por Marcello Minenna Publicado por Financial Times, Alphaville, em 11 de outubro de 2018 (texto original aqui) O presente

Do plano técnico ao plano político: do sistema Target 2 à fragmentação financeira da União Europeia – 14. Uma retrospetiva: o que significou realmente “a partilha de riscos” na zona euro. Por Marcello Minenna

Seleção e tradução de Júlio Marques Mota 14. Uma retrospetiva: o que significou realmente “a partilha de riscos” na zona euro  Por Marcello Minenna Publicado por Financial Times, Alphaville, em 11 de outubro de 2018 (texto original aqui) O presente

EDITORIAL – A IRLANDA A CAMINHO DA REUNIFICAÇÃO?

Um dos aspectos do Brexit que tem sido menos focado na comunicação social é o de que a votação no dia 23 de Junho passado, se no conjunto do Reino Unido foi favorável à saída da União Europeia (UE), na

EDITORIAL – A IRLANDA A CAMINHO DA REUNIFICAÇÃO?

Um dos aspectos do Brexit que tem sido menos focado na comunicação social é o de que a votação no dia 23 de Junho passado, se no conjunto do Reino Unido foi favorável à saída da União Europeia (UE), na

NO CORAÇÃO DAS TREVAS, AS GRANDES INSTITUIÇÕES INTERNACIONAIS, E NÓS À PROCURA DA LUZ AO FUNDO DO TÚNEL COMO SAÍDA PARA A CRISE? IMPOSSÍVEL – 5. FMI – RUA, por DANIEL GROS

 Uma série sobre o caminho da agonia do capitalismo Selecção e tradução por Júlio Marques Mota FMI – Rua Daniel Gros, IMF GO HOME Project Syndicate, 8 de Junho de 2016   BRUXELAS – As cortinas estão corridas e encerrou-se

NO CORAÇÃO DAS TREVAS, AS GRANDES INSTITUIÇÕES INTERNACIONAIS, E NÓS À PROCURA DA LUZ AO FUNDO DO TÚNEL COMO SAÍDA PARA A CRISE? IMPOSSÍVEL – 5. FMI – RUA, por DANIEL GROS

 Uma série sobre o caminho da agonia do capitalismo Selecção e tradução por Júlio Marques Mota FMI – Rua Daniel Gros, IMF GO HOME Project Syndicate, 8 de Junho de 2016   BRUXELAS – As cortinas estão corridas e encerrou-se

EDITORIAL – O LEVANTAMENTO DA PÁSCOA – A IRLANDA, HÁ CEM ANOS.

No próximo dia 24 de Abril completar-se-á um século sobre o chamado Easter Rising, a revolta dos irlandeses contra o domínio britânico sobre o seu país. Cerca de 1500 irlandeses pegaram em armas, ocuparam vários edifícios públicos e proclamaram a

EDITORIAL – O LEVANTAMENTO DA PÁSCOA – A IRLANDA, HÁ CEM ANOS.

No próximo dia 24 de Abril completar-se-á um século sobre o chamado Easter Rising, a revolta dos irlandeses contra o domínio britânico sobre o seu país. Cerca de 1500 irlandeses pegaram em armas, ocuparam vários edifícios públicos e proclamaram a

OS MAUS ALUNOS DA AUSTERIDADE – A GRÉCIA, A ESPANHA, PORTUGAL JÁ NÃO QUEREM JOGAR O JOGO DA AUSTERIDADE. – de JÉRÔME LEROY

Selecção e tradução de Júlio Marques Mota Os maus alunos da austeridade -A Grécia, a Espanha, Portugal já não querem jogar o jogo da austeridade. Jérôme Leroy, Les mauvais élèves de l’austérité – Grèce, Espagne, Portugal ne veulent plus jouer le jeu

OS MAUS ALUNOS DA AUSTERIDADE – A GRÉCIA, A ESPANHA, PORTUGAL JÁ NÃO QUEREM JOGAR O JOGO DA AUSTERIDADE. – de JÉRÔME LEROY

Selecção e tradução de Júlio Marques Mota Os maus alunos da austeridade -A Grécia, a Espanha, Portugal já não querem jogar o jogo da austeridade. Jérôme Leroy, Les mauvais élèves de l’austérité – Grèce, Espagne, Portugal ne veulent plus jouer le jeu

Revista da semana por Luís Rocha

Revista da semana De 05/04 a 11/04/2015  Muito, pouco, quase, ou nada de significativo aconteceu de novo no panorama nacional. A comunicação Social em geral e a Televisão em particular, continuam a dar relevo a todas as notícias de corrupção,

Revista da semana por Luís Rocha

Revista da semana De 05/04 a 11/04/2015  Muito, pouco, quase, ou nada de significativo aconteceu de novo no panorama nacional. A comunicação Social em geral e a Televisão em particular, continuam a dar relevo a todas as notícias de corrupção,

Revista da semana por Luís Rocha

REVISTA DA SEMANA De 01/02 a 07/02/2015 O novo governo Grego e a guerra na Ucrânia, continuaram a ser os temas principais dos acontecimentos da semana. No caso da Grécia são as medidas internas anti austeridade e, fundamentalmente, a dívida grega.

Revista da semana por Luís Rocha

REVISTA DA SEMANA De 01/02 a 07/02/2015 O novo governo Grego e a guerra na Ucrânia, continuaram a ser os temas principais dos acontecimentos da semana. No caso da Grécia são as medidas internas anti austeridade e, fundamentalmente, a dívida grega.

ESTES OUTROS CHIPRE QUE AMEAÇAM A EUROPA – por EMMANUEL LÉVY e HERVÉ NATHAN

 Selecção e tradução por Júlio Marques Mota Estes outros Chipre que ameaçam a Europa   EMMANUEL LÉVY E HERVÉ NATHAN Marianne, 10 de Abril 2013 O modelo de Chipre, com um sector financeiro hipertrofiado submetido aos  capitais estrangeiros, está longe

ESTES OUTROS CHIPRE QUE AMEAÇAM A EUROPA – por EMMANUEL LÉVY e HERVÉ NATHAN

 Selecção e tradução por Júlio Marques Mota Estes outros Chipre que ameaçam a Europa   EMMANUEL LÉVY E HERVÉ NATHAN Marianne, 10 de Abril 2013 O modelo de Chipre, com um sector financeiro hipertrofiado submetido aos  capitais estrangeiros, está longe

PRECÁRIOS INFLEXÍVEIS – NA IRLANDA COMO EM PORTUGAL QUEM PAGA A CRISE É QUEM TEM DE TRABALHAR

18 de Novembro de 2013 Nas últimas semanas o Governo de Passos Coelho tem-se desdobrado em esforços para colar a imagem de Portugal à da Irlanda. “Se eles conseguiram, nós também conseguiremos.” – é a tese de Coelho, mas para

PRECÁRIOS INFLEXÍVEIS – NA IRLANDA COMO EM PORTUGAL QUEM PAGA A CRISE É QUEM TEM DE TRABALHAR

18 de Novembro de 2013 Nas últimas semanas o Governo de Passos Coelho tem-se desdobrado em esforços para colar a imagem de Portugal à da Irlanda. “Se eles conseguiram, nós também conseguiremos.” – é a tese de Coelho, mas para

SOBRE A CRISE DOS TEMPOS QUE NÃO PASSAM, AQUI ESTÃO ALGUMAS IMAGENS:… – por JÚLIO MARQUES MOTA

O nivel de pobreza e de fome nos Estados Unidos a disparar, apesar de Obama: A progressão incrível da sopa popular nos Estados Unidos: de 18 a 46 Milhões de participantes em  12 anos):   Imagem 2. A União Europeia

SOBRE A CRISE DOS TEMPOS QUE NÃO PASSAM, AQUI ESTÃO ALGUMAS IMAGENS:… – por JÚLIO MARQUES MOTA

O nivel de pobreza e de fome nos Estados Unidos a disparar, apesar de Obama: A progressão incrível da sopa popular nos Estados Unidos: de 18 a 46 Milhões de participantes em  12 anos):   Imagem 2. A União Europeia

RETRATOS, IMAGENS, SÍNTESE DOS EFEITOS DA CRISE DA ZONA EURO SOBRE CADA PAÍS

Selecção e tradução de Júlio Marques Mota A Irlanda diz adeus à Troika a 15 de Dezembro Um texto enviado por Philippe Murer, Membre du bureau du Forum Démocratique e Président de l’association Manifeste pour un Débat sur le libre

RETRATOS, IMAGENS, SÍNTESE DOS EFEITOS DA CRISE DA ZONA EURO SOBRE CADA PAÍS

Selecção e tradução de Júlio Marques Mota A Irlanda diz adeus à Troika a 15 de Dezembro Um texto enviado por Philippe Murer, Membre du bureau du Forum Démocratique e Président de l’association Manifeste pour un Débat sur le libre

RETRATOS, IMAGENS, SÍNTESE DOS EFEITOS DA CRISE DA ZONA EURO SOBRE CADA PAÍS

Selecção e tradução por Júlio Marques Mota Porque razão a Irlanda não pode ser um modelo para a Europa Um texto enviado por Philippe Murer, Membre du bureau du Forum Démocratique e Président de l’association Manifeste pour un Débat sur

RETRATOS, IMAGENS, SÍNTESE DOS EFEITOS DA CRISE DA ZONA EURO SOBRE CADA PAÍS

Selecção e tradução por Júlio Marques Mota Porque razão a Irlanda não pode ser um modelo para a Europa Um texto enviado por Philippe Murer, Membre du bureau du Forum Démocratique e Président de l’association Manifeste pour un Débat sur

RETRATOS, IMAGENS, SÍNTESE DOS EFEITOS DA CRISE DA ZONA EURO SOBRE CADA PAÍS

Selecção e tradução por Júlio Marques Mota Porque razão a Irlanda não pode ser um modelo para a Europa   Um texto enviado por Philippe Murer, Membre du bureau du Forum Démocratique e Président de l’association Manifeste pour un Débat

RETRATOS, IMAGENS, SÍNTESE DOS EFEITOS DA CRISE DA ZONA EURO SOBRE CADA PAÍS

Selecção e tradução por Júlio Marques Mota Porque razão a Irlanda não pode ser um modelo para a Europa   Um texto enviado por Philippe Murer, Membre du bureau du Forum Démocratique e Président de l’association Manifeste pour un Débat

RETRATOS, IMAGENS, SÍNTESE DOS EFEITOS DA CRISE DA ZONA EURO SOBRE CADA PAÍS

Selecção e tradução por Júlio Marques Mota As revelações sobre o resgate do banco Anglo-Irish escandalizam o povo irlandês Um texto de Marc Roche e Claire Gatinois A maioria dos irlandeses continuam a estar fartos de terem  pago o resgate

RETRATOS, IMAGENS, SÍNTESE DOS EFEITOS DA CRISE DA ZONA EURO SOBRE CADA PAÍS

Selecção e tradução por Júlio Marques Mota As revelações sobre o resgate do banco Anglo-Irish escandalizam o povo irlandês Um texto de Marc Roche e Claire Gatinois A maioria dos irlandeses continuam a estar fartos de terem  pago o resgate