Posts Tagged: eleições legislativas 2015

OS “RESULTADOS ELEITORAIS” E A FORMAÇÃO DO GOVERNO, À LUZ DA CONSTITUIÇÃO PORTUGUESA – por IVO MIGUEL BARROSO

OS “RESULTADOS ELEITORAIS” E A FORMAÇÃO DO GOVERNO, À LUZ DA CONSTITUIÇÃO PORTUGUESA    IVO MIGUEL BARROSO JURISTA in Tornado, 24 de Outubro de 2015,   O Partido vencedor das eleições não forma necessariamente Governo; ou, caso forme, arrisca-se a

REVISTA DA SEMANA por Luís Rocha

Revista da semana De 25/10 a 31/10/2015 O XX Governo Constitucional tomou posse sexta-feira dia 30 de Outubro. Mas, como refere o jornal “Observador” este não é o dia 1 do novo ciclo. É antes o dia -11 para sabermos

IL MANIFESTO – PORTUGAL – A NARRATIVA DA CRISE À PROVA NESTAS ELEIÇÕES – por BRUNO MONTESANO

Selecção e tradução por Júlio Marques Mota A narrativa da crise à prova nestas eleições Hoje há eleições. PCP, Bloco de Esquerda e Livre são as únicas forças anti‑austeridade. Mas Podemos é uma outra história. Reduzem o défice e o

CRÓNICAS DO QUOTIDIANO – DEMOCRACIA DOS POVOS OU DOS FINANCEIROS? – por Mário de Oliveira

Não gosto do substantivo “democracia”. À letra, tem a ver com poder (=cracia) do povo (= demo). Mas, neste tipo de mundo dos financeiros, o poder nunca é do povo. Aliás, povo não existe. Existe o conceito que parece dizer

EDITORIAL – PORTUGAL VIROU À ESQUERDA, MAS A DIREITA GANHOU.

É verdade que o PàF venceu as eleições de domingo passado, 4 de Outubro, na medida em que foi a força política mais votada. Contudo também é verdade que não obteve a maioria absoluta, e que os partidos situados à

O ECONOMISTA PORTUGUÊS – Eleições Parlamentares: Rejeitadas todas as Soluções partidárias – por Luís Salgado de Matos

  Para o ler, clique em: https://oeconomistaport.wordpress.com/ https://oeconomistaport.wordpress.com/2015/10/05/eleicoes-parlamentares-rejeitadas-todas-as-solucoes-partidarias/  

HOUVE ELEIÇÕES – UM COMENTÁRIO DE JÚLIO MARQUES MOTA – II

(conclusão) … PS e a sua campanha O PS é um partido dito do arco da governação que pretende respeitar milimetricamente os acordos de subserviência impostos a toda a Europa pelo bando dos quatro: Draghi, Schäuble, Merkel, Juncker. Definido pois

HOUVE ELEIÇÕES – UM COMENTÁRIO DE JÚLIO MARQUES MOTA – I

  Houve eleições. Na véspera e como comentário a um texto de um amigo meu escrevi: “Um grande abraço e sinceramente um grande editorial o de hoje. Pela parte que me toca ainda pensei fazer alguma coisa, escrever um texto,

MUNDO CÃO – NÃO HÁ CONFUSÃO: A AUSTERIDADE PERDEU – por José Goulão

A tese de que os resultados das eleições gerais em Portugal aumentaram a confusão política é própria daqueles para quem a confusão política, associada à falta de transparência, à austeridade, aos arranjinhos de bastidores e às análises em torno de

MUNDO CÃO – O ARCO DOS TRAPACEIROS – por José Goulão

  A última tendência de campanha dos partidos do arco da governação, certamente ditada pelos fumegantes brain storms produzidos por reputados técnicos de marketing alugados temporariamente para o efeito, é a de evitar fazer promessas aos eleitores. Para tal estratégia

NOTA SOBRE O DEBATE PASSOS/COSTA – por MARCOS CRUZ

10 de Setembro de 2015 O debate de ontem foi o que se esperava. Tudo se passou ao nível da técnica, nada da substância. Como no Quem Quer Ser Milionário, Passos Coelho pedia ajuda quando as ideias faltavam: a Sócrates

GREVE DA FOME – Um breve balanço – por Eurico Figueiredo

É altura de fazer um balanço de uma greve da fome que terminamos na sexta -feira à noite, no seguimento de um encontro com uma delegação do Partido da Terra, presidida por José Inácio Faria. Vimo-nos confrontado com um conflito

MUNDO CÃO – UM MOMENTO HISTÓRICO DE MISTIFICAÇÃO – por José Goulão

Um dos figurantes da noite d’”O Debate” assegurou, empolgado, que estávamos a viver um momento histórico e não serei eu que irei retirar-lhe a razão. Foi histórico, sim senhoras e senhores, aquele “Debate”, porque além de ter sido a maior

EDITORIAL – OS DEBATES NA TELEVISÃO E AS ELEIÇÕES

A campanha eleitoral parece ter sido organizada de molde a ter os seus pontos fortes nos debates televisivos. É conhecido o papel importante que a televisão tem na vida das pessoas. Assim, por um lado, ter-se-á pretendido que a discussão

MUNDO CÃO – NA VIA DA FRAUDE ELEITORAL – por José Goulão

Em Portugal, aquilo a que chamam campanha eleitoral degenerou em fraude eleitoral enquanto a Comissão Nacional de Eleições faz papel de morta para condizer com o estado da democracia. Fraude eleitoral, sim, senhoras e senhores. Não apenas por causa do